Não se apaixonar

foi

Era bom. É bom. Aliás, meu Deus, como é bom. Mas, não é pra ficar junto sabe? Certo? Então pronto.

Repito todos os dias na minha cabeça isso, mesmo sabendo que se tiver que ser, não vai ter mantra repetido noite a dentro que irá impedir…

Uma amizade colorida, misturada com selvageria, um jeito primitivo de se devorar e no que nos transformamos e sentimos toda vez que tocam-se as peles.

A gente se fala todos os dias. A gente ri. Passa a noite toda acordados conversando e depois dorme junto e acorda abraçado, mas você sabe não é?

Eu não sei a gente se engana ou se estamos mesmo seguros o bastante para lidar com isso. É uma aventura. Podia durar só um dia. Está durante meses, mas pode acabar amanhã. Podemos sair com o coração partido, com lágrimas nos olhos, com um letreiro piscante escrito “BURRA”, mas é isso o que é. A gente sabe que mais dia ou menos dia vai acabar e  vamos seguir sem olhar para trás. A gente sabe que a felicidade não é nosso destino final.

Intensa demais para deixar de sentir, teimosa demais para desistir. Você já esteve do lado de cá? Com a consciência do dedo podre… e mesmo assim sem querer parar, seguindo adiante?

Essa noite dormi pensando em você, em como a nossa história é uma decepção declarada. Pensei que talvez seja melhor viver assim, uma história honesta e sem expectativas. Ninguém mente, ninguém engana, ninguém cobra, ninguém sem importa, ninguém ama. Quando alguma coisa faz o coração sorrir ele mesmo já alerta: Não vá. Não deixe-se ir…

Eu me sinto burra às vezes, mas me sinto resolvida, a escolha é minha. Se no final quebrar a cara, ok… a gente ganha uma nova e segue firme. Experiência única, não dá pra deixar de viver. O boicote no coração está dado. Daqui não sai amor. Às vezes é necessário ser mais razão e menos coração, não por que faz bem, mas porque nos torna mais vivos e mundanos. Decepção e expectativa. Amor e não amor.  Tudo e nada. Mesmo quando o nada seja exatamente tudo que a gente tenha.

Não tem promessas, não tem palavras bonitas, viagens planejadas, sonhos sonhados juntos. Tem prazo de validade. Relação insegura. Tem conchinha e desejo, sentimento de prazer e risadas soltas. Quando você for não vai me pegar de surpresa, foi tudo sempre honesto como escolhemos naquele primeiro dia em que a única regra era não se apaixonar.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s